Blog

Administração de condomínios      19/08/2019

"Internet das coisas" nos condomínios: uma revolução para ficar de olho!

A presença da “Internet das Coisas”, também conhecida como IoT, tem se tornado cada vez mais frequente no dia a dia de pessoas e organizações, operando de forma remota e online. E em condomínios essa revolução já pode ser encontrada nas mais diversas formas.


Essa tecnologia possui recursos e aplicações para diversos nichos, e em condomínios isso não seria diferente.Os condomínios podem se beneficiar da IoT de diversas formas, desde do aumento do nível da segurança, até a forma de tornar a gestão do síndico mais prática. 


Pensando nisso, ao longo deste artigo, abordamos como a Internet das Coisas (IoT) tem contribuído com novas tecnologias para os condomínios. Boa leitura! 

 

O que é "Internet das coisas"? 


O conceito da “Internet das coisas” pode parecer difícil, mas garantimos que não é e te mostraremos isso! 


De forma resumida e de fácil entendimento, podemos dizer que essa interação está ligado a como objetos digitais e cotidianos se comunicam entre si e com os usuários, levando em consideração que isso ocorre todos os dias e em quase todos os lugares. 


Com isso temos acesso e controle total dos equipamentos pela internet. As “coisas” geram informações sobre o funcionamento, acesso e tudo aquilo que pode ser conectado. 


De acordo com a pesquisa da Business Intelligence (BI), até 2020 existirão 34 bilhões de dispositivos em todo o mundo conectados à internet. Ou seja, é a hora de investir em equipamentos que utilizam a IoT como soluções práticas e seguras. Mas como?

 

Automação x “Internet das Coisas”


Muito se confunde “Internet das Coisas” com a automação. Automação é a implementação de um processo que visa aumentar a eficiência de uma tarefa. Em condomínios isso é feito com sensores de presença para controle da iluminação, por exemplo. 


Já a “Internet das Coisas”, como vimos na definição, acontece quando os objetos estão conectados a internet, gerando informações relevantes e que podem ser adaptáveis e personalizáveis para melhor atender cada demanda. 


Mas como a IoT pode ser aplicada nos condomínios? É o que você descobrirá agora! 

 

Como ela pode facilitar o dia a dia dos condomínios?


A utilização da “Internet das Coisas” apresenta inúmeros benefícios, entre as principais vantagens para o condomínio está a redução de custos, aumento da segurança e diminuição das eventuais falhas humanas. 


Isso porque alguns moradores não respeitam certas regras e isso gera um custo grande para os condomínios, como: 

  • Exageram no consumo de água, gás e energia elétrica;
  • Não desligam as luzes externas;
  • Deixam portas abertas, facilitando a entrada de ladrões no condomínio.

 

Existem ferramentas e equipamentos que auxiliam no controle dos gastos, monitorando o nível do reservatório do prédio e saber se faltará água, podendo informar aos moradores sobre a necessidade de racionamento, ou tomar providências para reparo urgente, por exemplo. 


A  elevação dos níveis de segurança dos condomínios é uma das mais importantes consequências do uso da “Internet das Coisas” em condomínios. 


Isso porque há sistemas tecnológicos no mercado que permitem ao síndico e aos condôminos ter uma gestão estratégica, acompanhando os processos do condomínio como um todo e, consequentemente, aumentando a segurança. 


Um sistema de segurança pode conter uma série de combinações de soluções que se integram 100% ao que a “Internet das Coisas” prevê. 


Cuidar da segurança do condomínio deve ser uma prioridade, desde a conscientização de moradores, até a contratação de um sistema de portaria remota, onde o controle é muito maior e os riscos menores. 


Por fim, vale ressaltar que a “Internet das Coisas” vem se tornando, a cada dia, o "sonho de consumo" de qualquer condomínio que deseja agregar uma boa vivência com inovações tecnológicas! 

 

 

Newsletter

Cadastre-se abaixo para receber nossa newsletter.